De olho no mercado – 18 de dezembro de 2019

De olho no mercado

Mercado Mundial – Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na quarta-feira, 18 de dezembro.
EUA – A Câmara dos Deputados votará no envio de dois artigos de impeachment ao Senado, preparando o cenário para o terceiro julgamento de impeachment de um presidente na história recente dos EUA. Espera-se que a votação aconteça de forma partidária, depois que as hesitações de última hora de alguns representantes democratas não deram em nada. Uma votação a favor do impeachment abrirá o caminho para um julgamento no Senado controlado pelos republicanos em janeiro.Dado o controle do Partido Republicano no Senado e a exigência de uma maioria de dois terços, as chances de Donald Trump ser removido do cargo são baixas.
Zona do Euro – A confiança das empresas alemãs, medida pelo instituto de pesquisa Ifo, atingiu seu nível mais alto em seis meses, outra indicação de que a maior economia da Europa, altamente exposta ao comércio externo, está se estabilizando à medida que os EUA e a China avançam para diminuir sua disputa comercial.O índice geral do clima de negócios subiu para 96,3 em relação aos 95,1 revisados ​​para cima em novembro, com as expectativas e a avaliação das condições atuais melhorando – embora em serviços mais do que em manufatura.
Em outros lugares da Europa, a inflação ao consumidor na zona do euro foi confirmada em 1,0% em novembro, com a taxa básica em 1,3%, bem abaixo da meta do Banco Central Europeu.
China – O banco central da China reduziu a taxa de juros sobre recompras reversas de 14 dias nesta quarta-feira, após um corte similar na taxa de recompra de sete dias no mês passado, para afrouxar as condições monetárias.

Operadores disseram que a medida era esperada já que mantém a curva de rendimentos, enquanto alguns economistas destacaram que isso pode indicar mais afrouxamento à frente conforme o crescimento desacelera.

O Banco do Povo da China disse em seu site que reduziu a taxa de recompra reversa de 14 dias para 2,65%, de 2,70%, mantendo a de 7 dias em 2,50%.

Mercado Brasileiro – O dólar ganhava força contra o real no início do pregão desta quarta-feira, com o foco dos investidores se voltando para a coletiva de final de ano do ministro da Economia, Paulo Guedes, em meio ao arrefecimento do otimismo comercial no exterior.Às 9:11, o dólar avançava 0,20%, a 4,0735 reais na venda.

O dólar à vista fechou a sessão anterior com variação positiva de 0,10%, a 4,0653 reais na venda.

Na B3, o dólar futuro registrava alta de 0,10%, a 4,0725 reais.

O Banco Central ofertará nesta quarta-feira até 10 mil contratos de swap cambial reverso e até 500 milhões de dólares em moeda spot. Em caso de venda parcial ou não colocação dessas ofertas, a autarquia leiloará contratos de swap tradicional para rolagem do vencimento fevereiro de 2020.

Adicionalmente, o BC realizará, entre 10h20 e 10h25, leilões de venda de dólares com compromisso de recompra, ofertando até 1,25 bilhões de dólares em cada um.

O índice Ibovespa inicia a sessão desta quarta-feira com perdas de 0,10% 113.225 pontos, com o dólar comercial cedendo levemente 0,09% a R$ 4,0680 mas logo subindo levemente oscilando no mercado. Em dia com agenda de divulgação de indicadores econômicos esvaziada, a sessão deve ser marcada pela repercussão à aprovação do Orçamento da União para 2020, baseado em um déficit primário de R$124 bilhões, além da prévia do IGP-M de dezembro.

No exterior, prossegue a busca por maiores detalhes sobre o entendimento da “fase 1” do acordo comercial entre Estados Unidos e China e sobre o Brexit. Nos EUA, a Câmara dos Representante vai votar artigos do processo de impeachment do presidente Donald Trump.

moser

moser

Nossa comunicação é especializada em câmbio, buscamos compartilhar insights valiosos e estratégias inovadoras para o seu dia a dia.

Fique por dentro de todo
conteúdo e Descontos

Outros assunto relacionados

Economia global e o mercado cambial
O mercado cambial é influenciado por diversos fatores, sendo a economia global um dos principais. É importante...
De olho no mercado – 18 de fevereiro de 2022
Comece o dia bem informado!   Mercado Internacional   Minério de ferro tem maior queda semanal...
De olho no mercado – 16 de fevereiro de 2022
Comece o dia bem informado!   Mercado Internacional   Ata do Fed deve fornecer detalhes sobre...