De olho no mercado – 22 de maio de 2020

De Olho no Mercado

Mercado mundial – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (21) que não pretende “fechar o país” caso ocorra uma segunda onda da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. No lugar, o republicano afirmou que vai mitigar os efeitos da pandemia.

“Vamos apagar os incêndios. Nós não vamos fechar o país”, disse Trump.

Os Estados Unidos ainda são o país mais afetado pela pandemia de Covid-19, com mais de 1,5 milhões de casos confirmados e mais de 93 mil mortes por causa da doença, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Leia mais

Wall Street encerrou em baixa nesta quinta-feira (21), um dia após atingir máximas em dois meses, em meio a nova onda de tensões entre Estados Unidos e China que têm levantado dúvidas sobre o acordo comercial acertado no início deste ano entre as duas maiores economias do mundo. Leia mais

A China irá impor uma nova legislação nacional de segurança sobre Hong Kong após os distúrbios causados pelos protestos pró-democracia no ano passado, anunciou uma autoridade chinesa na quinta-feira, levando a um aviso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que Washington reagiria “de maneira muito forte” contra a tentativa de controlar ainda mais a ex-colônia britânica.

Mercado brasileiro  – O dólar comercial teve baixa de 1,89% e fechou o dia de hoje (21) cotado a R$ 5,582 na venda. Foi a segunda queda seguida. Ontem (20) a moeda norte-americana tinha desvalorizado 1,23%, negociado por R$ 5,69. Leia mais

O Ibovespa subiu mais de 2% nesta quinta-feira, acima dos 83 mil pontos pela primeira vez desde o fim de abril, com o desfecho de reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e governadores agradando, em meio a um ambiente ainda volátil nos mercados por causa da pandemia de Covid-19.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa fechou em alta de 2,1%, a 83.027,09 pontos. Na máxima da sessão, chegou a 83.308,96 pontos. O volume financeiro somou 27,7 bilhões de reais.

Em reunião com Bolsonaro, a maioria dos 27 governadores pediu o veto à possibilidade de reajuste salarial a categorias de servidores públicos, corroborando a intenção do governo federal de não manter a autorização aprovada pelo Congresso, enquanto o presidente disse que pretende sancionar a ajuda a Estados e municípios o mais breve possível. Leia mais

Os pedidos de seguro-desemprego na primeira quinzena de maio subiram 76,2% sobre igual período do ano passado, a 504.313 solicitações, informou o Ministério da Economia nesta quinta-feira, em dado que ilustra o impacto sobre o mercado formal de trabalho da pandemia do coronavírus. Leia mais

Marketing Frente Corretora

Marketing Frente Corretora

Fique por dentro de todo
conteúdo e Descontos

Outros assunto relacionados

Guia do Mercado Cambial: Dicionário de Termos
O mercado de câmbio é uma esfera fundamental da economia global, desempenhando um papel crucial em negócios...
Pagamentos Internacionais para Empresas: Existem Alternativas ao Swift?
Em um mundo cada vez mais globalizado, as transações financeiras internacionais se tornaram uma rotina...
Tendências Globais em Câmbio para Negócios Internacionais
As novas tecnologias de câmbio estão abrindo novas fronteiras para os negócios internacionais. É fundamental...