De olho no mercado – 23 de março de 2020

De Olho no Mercado

Mercado internacional – Sinais de reação, no Japão – As ações fecharam em alta no pregão de segunda-feira.

Nos EUA – O projeto de lei que prevê apoio econômico devido ao coronavírus que está sendo finalizado pelo Congresso norte-americano incluirá um pagamento único de 3 mil dólares a famílias e permitirá que o Federal Reserve levante até 4 trilhões de dólares em liquidez para fomentar a economia do país, disse o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin. “Precisamos colocar dinheiro na economia agora. Se fizermos isso, pensamos que podemos estabilizar a economia”, disse.

Com o corte nas taxas de juros americanas para 0-0,25%, mais a injeção de uma massiva quantidade de capital nos mercados, e acordos de swaps cambiais com alguns bancos centrais do mundo eles esperam dar liquidez / aumentar a oferta de dólares nestes respectivos países.

Mercado brasileiro – Por aqui, o nosso banco central acompanhou o FED, e também anunciou uma redução da taxa SELIC de 4,25% para 3,75%, e também outras medidas buscando estimular a economia doméstica. Entretanto, alguns estudos já indicam que teremos uma retração da economia interna neste ano de 2020, ante uma projeção do PIB em cerca de 2%.

O dólar ampliava a queda contra o real na sexta-feira, 20 de março, chegando a ser negociado abaixo de 5 reais, em meio a medidas globais de estímulo econômico em resposta ao coronavírus e à percepção de um Banco Central mais ativo no mercado de câmbio.

Às 14:56, o dólar recuava 2,25%, a 4,9895 reais na venda, enquanto o dólar futuro cedia 1,93%, 5,0015 reais.

Na mínima do dia, o dólar spot foi a 4,9833 reais na venda, enquanto o futuro bateu 4,9840 reais.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse neste domingo, 22, que o governo federal continua acompanhando as medidas tomadas pelos governos estaduais no combate ao novo coronavírus, “com muito zelo”.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou neste domingo, em videoconferência com a participação do presidente Jair Bolsonaro, um pacote de medidas totalizando 55 bilhões de reais para enfrentar os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus, com foco na preservação de empregos.

O presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o objetivo do governo é preservar empregos em meio à crise global causada pelo Covid-19.

Marketing Frente Corretora

Marketing Frente Corretora

Fique por dentro de todo
conteúdo e Descontos

Outros assunto relacionados

Pagamentos Internacionais para Empresas: Existem Alternativas ao Swift?
Em um mundo cada vez mais globalizado, as transações financeiras internacionais se tornaram uma rotina...
Como a Gestão de Câmbio Influencia os Negócios Internacionais: Uma Perspectiva da Frente Corretora
A gestão de câmbio desempenha um papel crucial no sucesso dos negócios internacionais. Com mercados cada...
Como Potencializar Seus Negócios Internacionais?
Expandir os negócios para o mercado internacional é uma meta ambiciosa para muitas empresas. No entanto,...