+55 11 4200-0850

Viajar para o exterior sempre é acompanhado com um checklist cheio de atividades que são necessárias, como hospedagem, passaporte, passagem aérea, linha telefônica, locomoção por lá, locais para visitar, e o “como?” e “o que preciso?” para realizar todas as tarefas são questionadas com frequência.

 

Agora, outra questão é qual a melhor maneira de realizar os pagamentos de tudo que for adquirido ou usufruído, seja na compra de alimentos, roupas ou passeios, por existir três formas: papel moeda, cartão pré-pago ou cartão de crédito.

 

Saber as taxas cobradas da compra do papel moeda e cartão pré-pago em cada forma de pagamento e suas vantagens fazem muita diferença para aproveitar bem o seu dinheiro. Não ter percas que podem ser evitadas, é essencial.

 

 

 

Dinheiro em espécie

 

Também conhecido como dinheiro vivo ou papel moeda, é a forma de pagamento mais comum que os viajantes optam, por oferecer a menor taxa de IOF diante das outras opções, portanto não é recomendado levar somente essa opção, por não trazer segurança ao decorrer da viagem.

 

 

 

Taxas para comprar papel moeda

 

A única taxa na compra do papel moeda é a alíquota do IOF, de 1,1% sob o valor da quantia.

 

 

 

Como comprar o papel moeda?

 

Para fazer a conversão do real para a moeda do país destino, é necessário apenas escolher uma instituição responsável, seja uma corretora de câmbio, casa de câmbio ou banco. Muitas realizam essa operação com fintechs, ou seja, no online, sendo apenas necessário realizar um cadastro no site da empresa, e seguir os processos da compra do papel moeda.

 

 

Cartão pré-pago

 

O cartão pré-pago internacional precisa de um depósito prévio, ou seja, uma recarga, que fica disponível como saldo. Ele é usado como um cartão comum (na função de débito), e permiti saques e compras.

 

Além de proporcionar um maior controle financeiro, ser recarregável e não tem aquela dívida que o cartão de crédito tem – a fatura no final do mês. Sem contar que é mais seguro contra os imprevistos que podem ocorrer, como percas, roubos e furtos.

 

Por isso, é indicado levar as duas formas de pagamento ao viajar, cartão pré-pago e papel moeda.

 

 

 

Taxas do cartão pré-pago

 

A maioria das instituições cobram as mesmas taxas, como a taxa do IOF de 6,38% intitulada pelo Banco Central.

 

A cobrança pelo plástico do cartão, que é um fator variante.

 

Uma tarifa cobrada em cada saque.

 

O custo de reimpressão e envio caso seja necessário.

 

 

 

Como adquirir o meu cartão pré-pago?

 

Escolha uma corretora de câmbio, casa de câmbio ou banco de sua preferência para adquirir o seu cartão. Lembrando que, as instituições tradicionais, como bancos, não são indicadas, por oferecerem uma das maiores taxas do mercado.

 

Após, é só solicitar o seu cartão. É possível realizar essa solicitação pela internet também, feita para uma fintech, assim como a Frente Corretora.

 

Todos esses serviços são realizados pela Frente Corretora, consulte nossos preços e conheça mais sobre nós.

pt_BR
en_US pt_BR