Comece o dia bem informado!

 

Receba as principais notícias do dia pelo Telegram: clique aqui

 

 

– Mercado Externo

 

Bolsas chinesas fecham em baixa com realização de lucros

 

Os índices acionários da China fecharam em baixa nesta quarta-feira, pressionados pelas perdas em papeis de veículos elétricos e saúde diante da realização de lucros, enquanto preocupações sobre regulações mais severas a grandes empresas de tecnologia também pesaram sobre o sentimento.

 

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve queda de 0,99%, enquanto o índice de Xangai caiu 0,53%. O subíndice do setor de veículos movidos a nova energia do CSI300 perdeu 3,56%, o de tecnologia recuou 3,1% e o de saúde teve perdas de 2,45%. Leia mais

 

 

 

Bolsas da Europa mantém tendência de alta após vacina; mercado de olho em Lagarde

 

As bolsas da Europa trilham para mais uma manhã de alta, a terceira da semana, estendendo o rali positivo – embora mais limitado – por conta da vacina contra a covid-19, enquanto o temor quanto ao impacto econômico da segunda onda é ofuscado. Diante da trégua da safra de balanços no front corporativo, os investidores monitoram uma série de discursos dos membros do Banco Central Europeu (BCE), incluindo a chefe da autoridade monetária, Christine Lagarde.

 

Às 6h40 (de Brasília), o Stoxx-600, que representa 90% das ações europeias, tinha alta de 0,55%, aos 386,58 pontos. Com o empurrão da vacina, o índice pan-europeu tenta alcançar o maior nível em nove meses, onde estava antes de a pandemia condicioná-lo a um percurso de baixas. Leia mais

 

 

 

Ásia: bolsas fecham mistas, focando vacina e pressionadas por ações de tecnologia

 

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 11, com algumas ainda sustentadas pela perspectiva de que surja em breve uma vacina viável contra a covid-19 e outras pressionadas por propostas de regulação da China que derrubaram ações do setor de tecnologia.

 

O índice acionário japonês Nikkei subiu 1,78% em Tóquio hoje, a 25.349,60 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 1,35% em Seul, a 2.485,87 pontos, em seu oitavo pregão consecutivo de ganhos, e o Taiex registrou alta de 1,38% em Taiwan, a 13.262,19 pontos. Leia mais

 

 

 

– Mercado Interno

 

Dólar tem leve alta ante rivais, mas força da libra limita valorização

 

O índice DXY, que mede a variação do dólar ante uma cesta de outras seis moedas fortes, registrou leve alta no pregão desta terça-feira, 10. A moeda dos Estados Unidos oscilou perto da estabilidade hoje, depois de ter se valorizado na sessão anterior, mas a força da libra impediu maiores ganhos. A divisa britânica foi impulsionada pela melhora nas perspectivas de uma vacina para covid-19 e pela expectativa de um acordo entre Reino Unido e União Europeia sobre o Brexit.

 

No fim da tarde em Nova York, o dólar recuava a 105,25 ienes, o euro caía a US$ 1,1820 e a libra subia a US$ 1,3276. O DXY, por sua vez, fechou em leve alta de 0,03%, a 92,749 pontos. Leia mais

 

 

 

Brasil e Reino Unido discutem ampliação de comércio e investimentos

 

Autoridades brasileiras e britânicas realizam, nesta quarta-feira (11), a 11ª edição do Comitê Econômico e de Comércio Conjunto entre Brasil e Reino Unido (Jetco, na sigla em inglês), com objetivo de discutir questões da relação bilateral em comércio e investimentos entre os países.

 

O encontro será realizado por videoconferência, das 11h30 às 13 horas. Após o término, está prevista a divulgação de um comunicado conjunto com as principais conclusões e medidas acertadas. Leia mais

 

 

en_US