Ouça o nosso podcast:

 

 

Disponível também pelo YouTube e Spotify

 

Caso não possa ouvir no momento, disponibilizamos o texto para você!

 

MERCADO INTERNACIONAL –

 

A corrida para a vacinação continua no cenário internacional. Na União Europeia, a maioria dos estados membros terá quantidade suficiente de vacinas contra a Covid-19 para imunizar a maior parte da população até o final de junho. O que significa um aceleramento referente as expectativas da meta oficial do bloco, de acordo com a informação divulgada pela Bloomberg.

 

Dentro dessas expectativas da União Europeia, espera-se que as entregas de vacinas aumentem para cerca de 360 milhões de doses neste trimestre em relação a aproximadamente 100 milhões nos primeiros três meses do ano.

 

Na zona do euro, os dados apresentaram crescimento a partir do mês passado (março), por conta da expansão recorde das indústrias e aceitação melhor do que esperados dos novos lockdowns, segundo a pesquisa divulgada nesta semana.

 

Segundo o Índice de Gerentes de Compras para o setor de serviços subiu a 49,6 em março de 45,7 em fevereiro, muito acima da preliminar de 48,8.

 

Falando do mundo das criptomoedas que repercutiram na Rússia e no Japão. Na segunda-feira, o Banco do Japão anunciou que começou a primeira fase de seus experimentos com uma moeda digital emitida por banco central.

 

E hoje, a Rússia anunciou em conferência para imprensa que também lançará uma moeda digital. O lançamento completo acontecerá em 2023, conforme o cronograma atual.

 

 

 

MERCADO NACIONAL –

 

O Boletim Focus dessa semana contou com as estimativas para a inflação mantidas em 4,81% para o final deste ano.

 

Já a nova projeção do PIB é de 3,17% contra 3,18% na última semana e 3,26% há quatro semanas. E a taxa de Selic em 5% para esse ano.

 

Além do Boletim Focus, também foi divulgado o Índice Geral de Preços -Disponibilidade Interna (IGP-DI), no qual registrou alta de 2,17% em março depois de subir 2,71% no mês anterior, com a descompressão dos preços no atacado compensando o peso dos combustíveis no varejo.

 

Nesta semana, a Petrobras anunciou um reajuste de 39% no preço do gás natural vendido às distribuidoras, com vigência a partir de 1º de maio.

 

No que gera um impacto de apenas 8% na população brasileira, segundo dados de 2019 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), por usarem o gás encanado.

 

O consumidor sofrerá esse aumento de forma indireta, porque o gás natural representa um gasto expressivo para parte relevante da indústria, que deve repassar a alta de custos para o consumidor através dos produtos vendidos, como a conta de luz.

 

Existe esperança para as empresas privadas terem a liberação para vacinar os seus colaboradores!

 

Essa semana a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do projeto de lei que permite a compra de vacinas contra o covid-19 por empresas que queiram vacinar seus colaboradores.

 

Foram 317 votos a favor da proposta e 120 contrários, no entanto, falta alguns destaques a serem analisados como retirar a exigência atualmente prevista em lei, de que as empresas só possam começar a vacinação própria após a imunização dos grupos prioritários pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

E hoje, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciará como ficará a quarentena em todo o estado a partir da próxima semana.

 

Por fim, o dólar na segunda, teve a abertura em R$ 5,71 e hoje, abriu valendo 5,56.

 

 

 

Acompanhe semanalmente os nossos podcasts!

en_US