Mercado mundial

É dia de Payroll de maio

A terceira das atualizações do mercado de trabalho nos EUA esta semana chega às 9h30 com a publicação do relatório mensal de folhas de pagamento não-agrícolas do Departamento do Trabalho. Prevê-se que as folhas de pagamento teriam caído 8 milhões no mês até meados de maio, uma queda mais suave do que os 20,5 milhões vistos em abril, mas ainda assim um número que aponta para dificuldades imensuráveis ​​em todo o país. Espera-se que a taxa de desemprego suba para uma máxima de 19,7%, não atingida desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Notícias sobre petróleo

Os mercados de ações dos EUA devem subir mais, voltando à tendência positiva após quedas do S&P 500 e do Nasdaq na véspera. O retorno do apetite ao risco vem com as notícias que saem da Opep.

Zona do Euro

Os ativos europeus estão aproveitando seu momento ao sol, depois que o Banco Central Europeu adicionou outros 600 bilhões de euros (US$ 680 bilhões) em seu fundo de compra de títulos de emergência em sua reunião na quinta-feira.

O euro chegou a US$ 1,1384, seu nível mais alto em relação ao dólar desde 10 de março, mas está se consolidando agora após uma alta de 10 dias seguidos desde que a Comissão Europeia anunciou seu próprio programa de 750 bilhões de dólares destinado a ajudar a economia da UE a se recuperar no próximo ano.

Mercado brasileiro

Dólar tem alta após quedas recentes

O dólar ajustou para cima nesta quinta-feira, depois de dias de fortes quedas, com as operações locais seguindo uma correção também entre moedas emergentes e nos mercados de ações após rali recente.

O dólar interbancário subiu 0,89%, a 5,1315 reais na venda. Ao longo da sessão, oscilou entre alta de 1,10% (para 5,1424 reais) e queda de 1,20% (a 5,0254 reais).

B3 classifica como perda possível caso de multa da Receita

A B3 (SA:B3SA3) anunciou nesta quarta-feira que passou a classificar como perda possível o caso de uma multa imposta pela Receita Federal referente a ágio, para fins fiscais, na fusão BM&F e Bovespa, que deu origem à companhia em 2007.

O cálculo usado para contabilizar o ágio da operação tem sido alvo de disputa há cerca de uma década entre a B3 e a Receita, que aplicou diversas multas na companhia desde então.

De Olho no Ibovespa

O Ibovespa mostrava alguma volatilidade nesta quinta-feira, em meio a movimentos de realização de lucros, após subir nas últimas quatro sessões, quando prevaleceram perspectivas otimistas sobre a recuperação das economias após a pandemia, em um cenário de elevada liquidez global.

Às 14:28, o Ibovespa subia 0,22%, a 93.203,82 pontos, com mínima em 92.220 pontos e máxima em 93.440. O volume financeiro era de 18 bilhões de reais.

pt_BR
en_US pt_BR