+55 11 4200-0850

Mercado mundial

Países devem priorizar serviços essenciais em retomada de viagens internacionais

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quinta-feira que os países devem suspender restrições a viagens internacionais de forma gradual e com base em uma minuciosa análise de riscos, priorizando viagens essenciais para emergências.

 

A OMS recomenda que as prioridades sejam dadas a viagens essenciais para emergências, ações humanitárias, viagens de equipes essenciais e repatriações, afirmou a entidade em um comunicado.

 

Uma nova onda de infecções no mundo todo forçou muitos países a restabelecerem restrições a viagens nos últimos dias.       

 

Moderna recebe mais US$ 472 milhões de governo dos EUA para vacina contra Covid-19

 

A farmacêutica Moderna (NASDAQ:MRNA) informou que recebeu mais 472 milhões da Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico Avançado (BARDA) do governo dos EUA para apoiar o desenvolvimento de sua nova vacina contra o coronavírus.

 

A empresa informou que o financiamento adicional apoiará seu desenvolvimento clínico em estágio avançado, incluindo o estudo expandido da Fase 3 do candidato a vacina Moderna, que deve incluir 30 mil voluntários.

 

Renascimento: Kodak dispara 570% com apoio do governo para produzir remédios

 

Após receber empréstimo de US$ 765 milhões do governo dos Estados Unidos sob a Lei de Produção de Defesa para passar a produzir medicamentos, as ações da Kodak (NYSE:KODK), até então famosa pela produção câmeras e filmes, dispararam na quarta-feira (29), chegando a subir 570% na máxima em US$ 59,40. Os papéis fecharam em US$ 33,21, em alta de 318%.

 

Mercado brasileiro            

Dólar avança ante real com temores sobre economia dos EUA em dia de formação da Ptax

 

O dólar ampliava a alta contra o real nesta sexta-feira, devolvendo as perdas registradas no pregão anterior em meio a temores sobre a saúde da economia dos Estados Unidos.

 

Enquanto isso, no contexto doméstico, a briga pela Ptax de fim de mês levantava expectativa de volatilidade entre analistas do mercado.

 

Às 10:31, o dólar avançava 0,86%, a 5,2034 reais na venda. Na B3, o dólar futuro avançava 0,81%, a 5,195 reais.

 

Petrobras: segundo trimestre fecha com prejuízo de R$ 2,71 bilhões

 

A Petrobras (SA:PETR4) reportou uma perda líquida aos acionistas de R$ 2,7 bilhões no segundo trimestre de 2020, destacou a empresa em balanço divulgado nesta quinta-feira, 30. O dado representa uma melhora ante o prejuízo de R$ 48 bilhões do trimestre anterior. No segundo trimestre de 2019, a empresa havia reportado lucro líquido de R$ 18 bilhões. O prejuízo líquido da empresa no primeiro semestre foi de R$ 51 bilhões, contra lucro de R$ 22 bilhões em igual período do ano passado.

 

A empresa conseguiu reduzir o prejuízo principalmente “devido à ausência de impairments no trimestre e ao ganho proveniente da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS após decisão judicial favorável, que teve um efeito de R$ 10,9 bilhões no resultado”, disse a empresa.

 

Gol tem expressiva queda depois de prejuízo de R$ 1,99 bilhão no 2º trimestre

 

As ações da Gol (SA:GOLL4) operam com perdas nesta sexta-feira na B3, desempenho pior à queda do Ibovespa hoje. A companhia aérea reportou, hoje antes da abertura do mercado, que teve um prejuízo de R$ 1,997 bilhão no segundo trimestre, quando companhias aéreas em todo o mundo foram fortemente afetadas pela pandemia de coronavírus, segundo dados reportado pela empresa nesta sexta-feira.  Um ano antes a Gol teve prejuízo de R$ 120,8 milhões.

 

O resultado foi pior do que a previsão do mercado. A mediana do consenso dos analistas era de prejuízo líquido menor, de R$ 743 milhões.

 

Por volta das 11h27, os ativos perdiam 2,32% a R$ 18,12. O Ibovespa recuava 1,03% a 103.927 pontos.

 

Ibovespa mostra hesitação com ajustes de fechamento do mês

 

A bolsa paulista mostrava hesitação no começo do pregão desta sexta-feira, em meio a ajustes de posições conforme o Ibovespa caminha para o quarto mês seguido de alta, tendo de pano de fundo clima relativamente favorável no exterior e noticiário corporativo local intenso.

 

Às 10:39, o Ibovespa caía 0,58%, a 104.403,34 pontos.

 

No exterior, o S&P 500 subia 0,3%, em meio a dados de gasto e inflação ao consumidor nos EUA e após as gigantes de tecnologia Apple (NASDAQ:AAPL), Amazon.com (NASDAQ:AMZN) e Facebook apresentarem fortes resultados

 

pt_BR
en_US pt_BR